NOTÍCIAS DA CBT

 

Brasileirão 2019 chega ao fim com a premiação em Uberlândia (MG)

Evento teve o encerramento da chave GA e do Tennis Kids no domingo

 

Uberlândia (MG), 29 de julho de 2019 – O Campeonato Brasileiro 2019, o Brasileirão, terminou neste domingo em Uberlândia (MG) após 14 dias de competição. O evento, que foi realizado entre 15 e 28 de julho no Praia Clube, teve o encerramento com a premiação dos atletas da chave GA.
Ao todo, foram disputadas oito categorias: 12, 14, 16 e 18 anos, além do Tennis Kids (8, 9, 10 e 11 anos). O evento reuniu 791 atletas, representando 22 Estados do país.
O campeão da categoria 18 anos foi o paulista Breno Marques, que neste ano passou a treinar no Aeroclube, em Natal (RN). Ele venceu a final contra o gaúcho Lucius Soller por 6/1 e 6/2, e, de quebra, ganhou o wild card para participar do Sesc Open, competição que acontecerá em Brasília entre 29 de agosto e 1º de setembro.
"É muito gratificante ver todo o trabalho sendo recompensado, mas eu não seria campeão se não fosse toda a equipe que está do meu lado. Na última vez que joguei o Brasileirão, a minha melhor campanha foi a semifinal. Então, o sentimento é de muita felicidade por ser campeão. Agora, pretendo ver o meu calendário, mas quero jogar o Sesc Open. Quero aproveitar a oportunidade de jogar com os profissionais que estarão lá, pois será um aprendizado muito grande", destaca o campeão.
Entre as mulheres, Ana Rodrigues representou o Estado de Minas Gerais no grupo dos campeões. Ela duelou com a paulista Marjorie Souza na decisão e venceu por 6/4 e 6/2. Rodrigues, que chegou a ficar um ano e quatro meses sem jogar tênis, voltou a treinar em fevereiro deste ano, e se encheu de confiança com um resultado muito positivo.
"Depois do tempo que fiquei parada, foi muito bom voltar assim, ganhando um torneio grande para dar motivação. É uma competição que muitas pessoas estão competindo, então fico muito feliz, pois enfrentei muita gente boa e consegui dar o meu melhor ", afirma a atleta que é de Montes Claros (MG) e treina em Serra Negra (SP).
A disputa da chave GA (a de maior graduação) começou na quarta-feira e terminou neste domingo. O evento teve início com a disputa do G1 entre os dias 15 e 19. Houve também a disputa da Copa das Federações entre os dias 20 e 23, em que o estado do Rio Grande do Sul ficou com o título geral pela primeira vez. Mesmo com o grande número de jogos, o balanço da competição teve um saldo positivo.
"Foram cerca de 1.500 jogos em 14 dias. Sem dúvida, o Brasileirão se consolida como o maior torneio infantojuvenil do tênis brasileiro. Tivemos rodadas intensas, um excelente nível técnico, e terminamos o evento com grandes finais. Além da presença dos tops dos rankings, ainda vimos vários talentos surgindo, mostrando que o futuro do esporte é promissor", analisa o diretor do torneio, Aristides Barcellos. 
 
CAMPEÕES DE SIMPLES
12F
Campeã: Yasmin Aguirres (RS)
Vice-campeã: Ana Ramos (SP)
12M
Campeão: Vinícius Lucas (DF) 
Vice-campeão: Vicente Freda (RS)
14F
Campeã: Letícia Fonseca (RS)
Vice-campeã: Olívia Carneiro (SP)
14M
Campeão: Thiago Guglieri (RS)
Vice-campeão: João Vieira (DF)
16F
Campeã: Sophia Xavier (RS)
Vice-campeã: Luana Avelar (DF)
16M
Campeão: Victor Bini (SP)
Vice-campeão: Luis Miguel (GO)
18F
Campeã: Ana Rodrigues (MG)
Vice-campeã: Marjorie Souza (SP)
18M
Campeão: Breno Marques (RN)
Vice-campeão: Lucius Soller (RS)
 
CAMPEÕES DE DUPLAS
12M
Campeões: Pedro Chabalgoity (DF)/Francisco Damorim (SP)
Vice-campeões: Victor Winheski (MG)/Vinícius Lucas (DF)
12F
Campeãs: Yasmin Aguirres (RS)/Maria Medeiros (GO)
Vice-campeãs: Ana Ramos/ Bruna Pereira (SP)
14M
Campeões: Kauã Santos/Henrique Brito (SP)
Vice-campeões: Victor Braga/Breno Braga (SP)
14F
Campeãs: Thamyrys Araujo(SP)/Cecília Costa (PE)
Vice-campeãs: Mell Cohen (DF)/Isabella Daher (GO)
16M
Campeões: Enzo Garutti (SP)/ Victor Tosetto (RS)
Vice-campeões: Victor Alves (RJ)/ Ricardo Filho (MG)
16F
Campeãs: Valentina Ferrarini (RS)/ Milena Canellas (RJ)
Vice-campeãs: Sophia Xavier (RS)/ Aline Silva (SP)
18M
Campeões: Luis Reis (DF)/Lucas Zancheta (PR)
Vice-campeões: Lucius Soller (RS)/Márcio Silva (PR)
18F
Campeãs: Namie Isago (SC)/Isadora Machado (RS)
Vice-campeãs: Marjorie Souza (SP)/ Giovanna Pereira (MG)
 

TENNIS KIDS

SIMPLES
8F
Campeã: Helena Silva (MG)
Vice-campeã: Clara Coura (SC)
8M
Campeão: Dante Monte (SP)
Vice-campeão: Pedro Mello (RS)
9F
Campeã: Larissa Silenci (SP)
Vice-campeã: Maria Eduarda (SC)
9M
Campeão: Livas Eduardo (MT)
Vice-campeão: Rafael Nascimento Souza (SP)
10F
Campeã: Alice Ghiraldi (SP)
Vice-campeã: Victória Barros (RN)
10M
Campeão: Rafael Gama (PR)
Vice-campeão: Luis Augusto Miguel (GO)
11F
Campeã: Giovanna Ribeiro (SP)
Vice-campeã: Victoria Fontana (PR)
11M
Campeão: Washington Matos Júnior (MG)
Vice-campeão: Thiago Silveira (MG)
DUPLAS KIDS
8M
Campeões: Pedro Samuel/Mateus Bellorio (GO)
Vice-campeões: Caio Andreoli/Miguel Ferraz (SP)
9M
Campeões: Rafael Nascimento e Souza/Thiago Santana (SP)
Vice-campeões: Henrique Vialle (PR)/Livas Eduardo (MT)
10M
Campeões: Gabriel Deschamps (SC)/Leonardo Santos (PR)
Vice-campeões: João Faggioni/Luis Miguel (GO)
10F
Campeãs: Alice Ghiraldi (SP)/Ana Brom (GO)
Vice-campeãs: Carolina Castro (DF)/ Luiza Pereir (SP)
11M
Campeões: Diego Brito (SP)/Washington Junior (MG)
Vice-campeões: Lucas Villafuerte/João Cunha (RJ)
11F
Campeãs: Julia Duarte/Kamilly Soares (SP)
Vice-campeãs: Daniela Santoro/Maitê Carloni (SP)

 

A Confederação Brasileira de Tênis tem o patrocínio da Wilson e Peugeot. Apoio do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e Ministério do Esporte. Siga tudo sobre a CBT em www.cbtenis.com.brwww.facebook.com/cbtoficialwww.twitter.com/cbteniswww.instagram.com/cbtoficial e www.flickr.com/cbtenis.

 

 

Mais de 370 atletas competem no GA do Brasileirão em Uberlândia

Competição vai entre 24 e 28 de julho no Praia Clube

 

Uberlândia (MG), 24 de julho de 2019 – O Campeonato Brasileiro 2019, o Brasileirão, tem continuidade em Uberlândia (MG), no Praia Clube, com o início da chave GA, que reúne os principais tenistas juvenis do país nas categorias 12, 14, 16 e 18 anos. Somente nesta quarta-feira há a previsão da disputa de 166 partidas.
O evento, que começou no dia 15 de julho com a chave G1 e teve a Copa das Federações entre 20 e 23 de julho, agora chega na reta final, com a disputa entre os atletas mais bem ranqueados do país.
Para garantir o bom andamento do evento, a organização irá utilizar a sede secundária para realizar partidas entre os dias 24 e 26, no Cajubá Country Club.
A disputa envolve 376 atletas de 22 Estados, representando todas as regiões do País: Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.
Entre os dias quinta-feira e domingo também haverá a disputa do Tennis Kids, nas caregorias 8, 9, 10 e 11 anos. A competição, voltada para crianças, tem regras específicas para ajudá-las a se desenvolverem na modalidade, como bolas mais lentas e quadras menores. Ao todo, são 178 crianças inscritas para o Tennis Kids.

 

A Confederação Brasileira de Tênis tem o patrocínio da Wilson e Peugeot. Apoio do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e Ministério do Esporte. Siga tudo sobre a CBT em www.cbtenis.com.brwww.facebook.com/cbtoficialwww.twitter.com/cbteniswww.instagram.com/cbtoficial e www.flickr.com/cbtenis.

 

 

Campeões do G1 são premiados no Brasileirão

Praia Clube, em Uberlândia, ainda recebe a Copa das Federações e o GA do Campeonato Brasileiro

 

Uberlândia (MG), 19 de julho de 2019 – Após cinco dias de intensas disputas, a chave G1 do Campeonato Brasileiro 2019, o Brasileirão, chegou ao fim nesta sexta-feira. No início da tarde, os jovens das categorias 12, 14, 16 e 18 anos receberam a premiação pelos torneios de simples e de duplas no Praia Clube, em Uberlândia (MG).
Um dos destaques da competição foi o jovem Lucas Torres, campeão de simples na categoria 16 anos. Finalista no ano passado, quando perdeu a final por 2 sets a 0, o jovem que treina em São José dos Campos (SP) alcançou a redenção em 2019, ano marcado por algumas lesões no início da temporada.
"Esse é foi o meu terceiro Brasileirão. No ano passado, perdi a final no detalhe, não consegui jogar bem. Mas nesse ano eu entrei confiante e deu tudo certo. Esse competição é muito importante e me devolveu a confiança, ainda mais porque tive três lesões no início do ano. Mas aqui deu tudo certo", destacou o atleta que joga tênis desde os 12 anos.
Na categoria 18 anos, o campeão foi Thiago Stockl, de São Paulo. Ele chegou ao título após quatro partidas, em que perdeu apenas um set durante todo o torneio.
"Não tenho palavras para descrever a sensação de ser campeão no Brasileirão. É um torneio muito importante para todos nós, que treinamos o ano inteiro para conseguir bons resultados, é um título que todos querem", afirmou o atleta que participa do torneio desde os 12 anos. 
Nos 14 anos feminino, Isadora Fares, de apenas 12 anos, confirmou o título com a vitória sobre a amiga Rayssa Vitória por 2 sets a 0. Ela, que joga tênis desde os 5 anos de idade, se surpreendeu com a conquista, já que este foi o primeiro torneio na categoria 14 anos que disputou.
"Estou muito feliz com meus resultados, não estava esperando. Joguei muito bem e consegui me superar, mas foi um partida bem equilibrada, em que a Rayssa jogou muito bem também", analisou.
O Brasileirão se estende até 28 de julho no Praia Clube. Agora, haverá a disputa da Copa das Federações (de 20 a 23 de julho) e do GA (de 24 a 28 de julho). Para o diretor do torneio, Aristides Barcellos, o G1 serviu como um bom aquecimento para o que vem pela frente.
"O G1 foi um torneio de um nível técnico muito bom e isso me deixou muito feliz. Assistimos a finais muito interessantes, em que vários desses jovens poderiam estar jogando no GA. Eles estão subindo degrau a degrau para chegar lá. Agora, vamos com toda empolgação para a Copa das Federações e para o GA do Brasileirão", afirmou.
 
SIMPLES
12 M G1 - Luiz Silva (SP) d. Breno Bergantin (SP) por 6/0 e 6/0
14 M G1 - Felipe Ramos (SP) d. Vitor Ferreira (DF) por 6/3 e 7/5
14 F G1 - Isadora Fares (SP) d. Rayssa Vitória (SP) por 6/4 e 6/3
16 M G1 - Lucas Torres (SP) d. Natan Amaro (SP) por 6/4 e 6/1 
18 M G1 - Thiago Stockl (SP) d. João Pedro Engel (SP) por 6/4 e 6/0
 
DUPLAS
12 M G1 - Tiago Iser/Luiz Silva (SP) d. Rodrigo Nemi/Breno Bergantin (SP) por 6/4 e 6/0
14 M G1 - Vitor Ferreira (DF)/Victor Pagotto (SP) d. Davi Abdanur (MG)/João Camelo (GO) por 6/4 e 7/5
14 F G1 - Rayssa Vitória/Isadora Fares (SP) d. Cecília Gurgel/Beatriz Guerra (RN) por 6/1 e 6/1
16 M G1 - Matheus Kmez/Lucas Torres (SP) d. Gabriel Lima (BA)/Pedro Sodré (DF) por 6/1, 3/6 e 10-5
18 M G1 - Rage Matuck/Augusto Morais (MG) d. Thiago Stockl/João Pedro Engel (SP) por 6/3 e 7/6(5) 

 

A Confederação Brasileira de Tênis tem o patrocínio da Wilson e Peugeot. Apoio do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e Ministério do Esporte. Siga tudo sobre a CBT em www.cbtenis.com.brwww.facebook.com/cbtoficialwww.twitter.com/cbteniswww.instagram.com/cbtoficial e www.flickr.com/cbtenis.

 

 

G1 do Brasileirão tem os finalistas definidos

Atleta de São Paulo chega à final pelo segundo ano consecutivo

  
 

Uberlândia (MG),18 de julho de 2019 – A quinta-feira foi o dia da definição dos finalistas da chave G1 no Campeonato Brasileiro de Tênis 2019, o Brasileirão, que é disputado no Praia Clube, em Uberlândia (MG). Nesta sexta-feira, dez atletas voltam às quadras em busca do sonhado título em cinco categorias de simples.
São Paulo é o Estado com mais atletas entre os finalistas de simples, com nove jovens tenistas entre os 10 na decisão. Uma delas é a jovem Isadora Fares, de 12 anos, que está na final da categoria 14 anos. Ela, que foi campeã da Categoria 12 anos (G1) no ano passado está em mais uma decisão no Brasileirão. 
 
"Esse é o meu primeiro torneio na categoria 14 anos na CBT e estou muito feliz por voltar à final. O Brasileirão é uma competição que é muito importante para mim, então estou muito contente por continuar com bons resultados aqui. É surpreendente, porque eu não sabia se chegaria na final, mas consegui fazer boas partidas até agora", conta a jovem de São José do Rio Preto. 
 
Apesar de ser a primeira competição na categoria 14 anos, Isadora vem de uma sequência de bons resultados. Na estreia, a vitória foi por 6/0 e 6/1. Ela passou pela segunda e pela terceira rodadas com duas vitórias por duplo 6/0, e fez duplo 6/1 na semifinal. Na final, ela enfrenta a companheira de clube Rayssa Vitória, com quem também jogará a final de duplas.
 
Nesta sexta-feira, as finais de simples estão marcadas para começar às 10h. As decisões nas duplas estão programadas para a partir das 11h30min, com a cerimônia de premiação acontecendo ao término de todos os jogos.
 
Após o término da chave G1, o Brasileirão continua em Uberlândia com a disputa da Copa das Federações (de 20 a 23 de julho) e do GA (de 24 a 28 de julho).
 
SIMPLES
12 M G1 - Breno Bergantin (SP) x Luiz Silva (SP)
14 M G1 - Vitor Ferreira (DF) x Felipe Ramos (SP)
14 F G1 - Rayssa Vitória (SP) x Isadora Fares (SP)
16 M G1 - Natan Amaro (SP) x Lucas Torres (SP)
18 M G1 - Thiago Stockl (SP) x João Pedro Engel (SP)
DUPLAS
12 M G1 - Tiago Iser/Luiz Silva (SP) x Rodrigo Nemi/Breno Bergantin (SP)
14 M G1 - Vitor Ferreira (DF)/Victor Pagotto (SP) x Davi Abdanur(MG)/João Camelo (GO)
14 F G1 - Cecília Gurgel/Beatriz Guerra (RN) x Rayssa Vitória/Isadora Fares (SP)
16 M G1 - Matheus Kmez/Lucas Torres (SP) x Gabriel Lima (BA)/Pedro Sodré (DF)
18 M G1 - Thiago Stockl/João Pedro Engel (SP) x Rage Matuck/Augusto Morais (MG)

 

A Confederação Brasileira de Tênis tem o patrocínio da Wilson e Peugeot. Apoio do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e Ministério do Esporte. Siga tudo sobre a CBT em www.cbtenis.com.brwww.facebook.com/cbtoficialwww.twitter.com/cbteniswww.instagram.com/cbtoficial e www.flickr.com/cbtenis.

 

 

Brasileirão 2019 reúne atletas de 22 Estados do país

Ao todo, 790 atletas se inscreveram para participar da competição em Uberlândia (MG)


Uberlândia (MG), 16 de julho de 2019 – Entre todas as competições realizadas no país, o Campeonato Brasileiro de Tênis, o Brasileirão, é a maior na categoria infantojuvenil organizada pela Confederação Brasileira de Tênis (CBT). E a grandeza do torneio não se mede apenas pelo número de atletas inscritos, mas também pela participação de tenistas de todas as regiões do Brasil.
 
Nesta edição, realizada no Praia Clube, em Uberlândia (MG), 790 atletas se inscreveram, originários de 22 Estados diferentes. São Paulo (285), Minas Gerais (114) e Paraná (61) são aqueles com mais representantes. O Brasileirão é disputado nas categorias 12, 14, 16 e 18 anos, além do Tennis Kids (8, 9, 10 e 11 anos).
 
Durante o evento também será realizada a Copa das Federações, que acontecerá entre os dias 20 e 23 de julho. Trata-se de um torneio nos moldes da Copa Davis e da Fed Cup, em que os Estados se enfrentam em uma competição por equipes. A escolha dos atletas para cada categoria fica a cargo das respectivas Federações.
 
"O Brasileirão é um torneio bem diferente daqueles que já joguei, principalmente por causa da organização, em que não teve atrasos nos meus jogos. O bom de competir aqui é que dá para ganhar experiência com as pessoas que vêm de fora", conta Caio Dourado, de 11 anos, de Brasília (DF).
 
Além dos jogadores dos 8 aos 18 anos de idade, o Brasileirão também é um evento que reúne a comunidade de tênis do país: pais, treinadores e diversos profissionais ligados à modalidades.
 
"Essa troca que acontece fora das quadras é um dos maiores ganhos de vir ao Brasileirão, tanto para os jogadores quanto para os pais e treinadores. Os pais fazem amizades, compartilham experiências, e é algo que reforço para meu filho, sobre as amizades, pois é isso que vai ficar para a vida. Nós todos ganhamos", destaca o paraense Landri Matos Jr, pai e treinador de Nicholas Matos, de 10 anos.
Diretor do torneio, Aristides Barcellos destaca a atmosfera criada ao redor das quadras no Praia Clube e reafirma a importância do evento para o desenvolvimento do tênis infantojuvenil nacional.
 
"Esse é o significado do Brasileirão: um torneio para reunir a maior quantidade de Estados e ter uma ampla representação nacional. Além de premiar os atletas com esse importante título, temos o objetivo de promover toda essa troca de experiência entre atletas, técnicos e pais, com tudo em um só lugar, no mesmo período. Essa é a grande interação que o Brasileirão proporciona", frisa Aristides Barcellos, que também é coordenador de torneios da CBT. 

 

A Confederação Brasileira de Tênis tem o patrocínio da Wilson e Peugeot. Apoio do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e Ministério do Esporte. Siga tudo sobre a CBT em www.cbtenis.com.brwww.facebook.com/cbtoficialwww.twitter.com/cbteniswww.instagram.com/cbtoficial e www.flickr.com/cbtenis.

 

HOME